sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Os melhores lançamentos das feiras de design e decoração internacionais


A turma do design de interiores enfrentou uma maratona de feiras na Europa nos últimos meses, como a IMM em Colônia (a segunda maior feira de mobiliário do mundo), a tradicional Maison & Objet em Paris e a Ambiente, em Frankfurt. Apesar de cada uma delas ter um perfil diferente – portanto atraindo públicos com interesses variados – todas são palco de lançamentos de tendências. E não é para menos, já que marcas bacanérrimas, como a francesa Ligne Roset e a italiana Skitsch, utilizam esses eventos como plataforma para mostrar suas mais recentes coleções, geralmente fruto da colaboração com designers renomados e também em início de carreira.

Escolhemos as top 5 marcas (e suas novas coleções, claro!) entre essas três feiras, que resumem perfeitamente os conceitos em voga na decoração: conforto, design inteligente, atenção ao detalhe e bom uso da cor.

01. Poltrona Frolla | de Folco Orlandini e Andrea Radice para Skitsch (lançada na IMM, Colônia)

Apesar de ter o conceito inspirado nas cadeiras tipo “saco”, a poltrona Frolla tem uma certa delicadeza, incomum nesse tipo de peça. O segredo não é apenas o formato mais estruturado (menos desengonçado!) mas também a tapeçaria, ou melhor, os detalhes da tapeçaria. A costura exposta faz parte do design, e a impressão é que a poltrona foi personalizada, feita a mão. Além da versão com as tiras de couro entrelaçadas, há também um modelo com pes-ponto em azul fluorescente e botões como acessórios puramente estéticos – influência do mudo da moda?

02. Linha de tapetes Chevalier édition | (expostos na Maison & Objet, Paris)

A francesa Chevalier édition apostou em cores vibrantes para sua linha de tapetes. Mesmo os tons pastel ganharam um toque fluorescente, fazendo com que as formas geométricas básicas que aparecem ora nas estampas ora no formato ganhassem uma cara mais moderna, atual. O desenho atípico de algumas peças, como o que imita o tramado do nó que forma o próprio tapete, também merece destaque. Os belíssimos tapetes, criados por designers como Samuel Accoceberry e Sylvain Willenz, são verdadeiras obras de arte para o chão.

03. Coleção Blue D1653 | da Royal Delft (lançada na Ambiente, Frankfurt)

Quem já visitou a Holanda sabe como as porcelanas pintadas a mão, provenientes da cidade de Delft, são um ícone do país. As peças azuis e brancas tem sido fabricadas há centenas de anos, mas poucas são as empresas que sobreviveram desde o século 17, como a Royal Delft. De enfeites de natal e linhas de mesa a bijuterias e souvenirs, são milhares de itens produzidos com o mesmo rigor e qualidade de tanto tempo atrás.
O segredo para se manter no topo? Apostar na renovação aliada a tradição. A coleção Blue D1653 é resultado dessa aposta, e une o melhor dos dois mundos: a combinação clássica do azul e branco – tradição – e peças com formas modernas, para necessidades atuais – renovação. O centro de mesa redondo com o meio vazado e o trio de garrafas para armazenar alimentos são bons exemplos desse encontro de sucesso.

04. Soil | (expôs na Ambiente, Frankfurt)

Soil é uma marca japonesa que acaba de se lançar no mercado internacional, e não apenas levou para sua primeira participação em feiras uma linha de produtos, mas também um novo material. Feito de componentes biodegradáveis e dissecantes, o diatomaceus earth é altamente absorvente, portanto ideal para fabricação de acessórios para cozinha e banheiro, como saleiro, pimenteiro e porta sabonetes.
Apesar do destaque ser a matéria-prima, o design minimalista e extremamente funcional, bem característico do Japão, é outro ponto alto nos produtos da Soil.
OKUMI – LIGNE ROSET

05. Coleção 2012 da Ligne Roset | (lançada simultaneamente na IMM e Maison & Objet)

Um dos lançamentos mais esperados do início do ano, a coleção nova da Ligne Roset ultrapassa 100 peças, desenvolvidas por 80 designers, renomados e iniciantes. Entre acessórios decorativos e itens de mobiliário, é possível decorar a casa inteira. A poltrona Okumi, do Studio Catoir, é uma das âncoras da coleção, e alia a contemporaneidade da marca com detalhes elegantes, como o tecido estampado no “verso” da cadeira e a estrutura colorida. Segundo os designers, o estofamento “largado” que imediatamente remete a conforto, foi inspirado no kimono japonês.
SEREPENTINE – LIGNE ROSET
Conforto é também palavra-chave na cadeira para área externa Serpentine, de Éléonore Nalet. A jovem designer lançou um protótipo da cadeira ano passado, e atraiu o interesse da Ligne Roset, que assumiu a produção. As almofadas que compõem o encosto são entrelaçadas na estrutura e podem ser removidas para lavagem.
Ainda na categoria assentos, a poltrona Fifty (da designer islandesa Dogg Gudmundsdottir em parceria com o estúdio Arnved Design) tem um pé no passado - graças as proporções exageradas das “asas” laterais, que remetem ao design da década da 50 – mas as cordas entrelaçadas que fazem as vezes de assento/encosto entregam que a peça é sim uma criação contemporânea.
FIFTY – LIGNE ROSET
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Essas informações firam copiadas do endereço: 
http://www.revistab.com.br/index.php/2012/05/top5-das-feiras-mundiais/#comment-593

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares